Pesquisa

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Algas Marinhas Glacilárias, o poder do suplemento milenar

Há milênios, as algas marinhas glacilárias são utilizadas pelos povos orientais por ser um alimento extremamente rico, dotado de propriedades medicinais e cosméticas. Desde tempos remotos, estudiosos trabalham na utilização das algas marinhas associando a noção de que estas devem incorporar na sua composição todos os elementos vitais da água do mar.

Cada célula das algas marinhas é um organismo completo –  uma unidade de vida que contém todos os elementos necessários às suas funções. Como testemunho de sua qualidade é o fato que são utilizadas nas viagens espaciais e experiências aquáticas, já que representa um alimento que concentra um alto poder nutricional.

As algas marinhas glacilárias têm comprovado efeito no tratamento de inúmeras doenças como: reumatismo, artrite, pressão alta, prisão de ventre, diarréia, úlceras, bronquite, efisema, asma, pedras na vesícula biliar, rins, bexiga, problemas no aparelho genital e urinário, nervoso, tireóide e problemas endócrinos. Possuem ação antibiótica e inibem a formação de tumores, purificam o sangue, eliminando o efeito nocivo da alimentação moderna. Estudos comprovam a ação das algasmarinhas na redução do colesterol e na prevenção da asteriosclerose e pressão alta. Usadas na alimentação diária, as algas marinhas aumenta, a oxigenação e proporcionam uma ação altamente benéfica sobre as glândulas, coração, artérias, fígado, vesícula biliar, rins, pâncreas, cólon, cólon, próstata, útero, ovários e testículos, além de proporcionarem uma inacreditável força vital.

Indicações das Algas Marinhas:

- Excesso de peso:
Tomar 03 unidades criteriosamente 30 minutos antes das principais refeições com um ou mais copos de água. Por quê?  30 minutos tempo que as cápsulas ou comprimidos levam para sua hidratação de 97%. Após obter sua hidratação o organismo se nutre de todas as vitaminas, sais minerais e oligoelementos que contêm nas algas marinhas, diminuindo naturalmente o apetite. E contêm aminoácidos essenciais, que acelera o metabolismo, ajudando no gasto calórico.

- Colesterol:
Devido ao Ômega 3. O Ômega 3 é um tipo específico de gordura encontrada mais freqüentemente em alimentos que vem do mar. Muito bem visto na comunidade médica e de especialistas. Para manter sempre níveis adequados de triglicerídeos. É importante também adotar hábitos de vida saudáveis e uma alimentação equilibrada.

- Combate a celulite:
Auxilia no funcionamento do sistema linfático, pois ajuda a regenerar as válvulas que procedem ao fluxo da linfa, o que leva a uma melhora sensível das celulites.

- Combate a flacidez, rugas e fragilidade óssea (dores nas articulações):
Com a perda do colágeno, os músculos ficam flácidos, existe diminuição da densidade óssea, as articulações e ligamentos perdem a elasticidade e a força, a cartilagem que envolve as articulações fica frágil, porosa com aspecto de almofada. O colágeno é o principal veículo de constituição da musculatura e uma pele saudável, pois 80% da derme são constituídas de colágeno, o que garante a firmeza e sustentação.

- Depressão:
Devido ao Ferro, Cromo, Vitamina C e o Magnésio. A deficiência de Serotonina tem sido associada à ansiedade e à depressão. O organismo produz Serotonina a partir do aminoácido L-Triptofano na presença da Vitamina B6 (piridoxal-5-fosfato). O Ferro, o Cromo, a Vitamina C e o Magnésio também ajudam a converter o Triptofano em Serotonina.

-  Fortalece a pele e cabelos:
O colágeno por ser a base para todos os órgãos e estruturas do nosso organismo, leva ao fortalecimento também dos cabelos e das unhas por conta do Cálcio e do Fósforo.

- Pressão alta:
Devido a "Vitamina K" encontrada nas algas marinhas, além de anticoagulante, ela ajuda a filtrar o sangue. O nutriente é importante especialmente para pessoas medicadas com anticoagulantes: pacientes que já passaram por algum evento cardiovascular importante, como enfarte, trombose e acidente vascular cerebral (derrame), por exemplo.

- Previne contra estrias:
Ajuda a evitar também o aparecimento de estrias devido ao estiramento da pele, pois auxilia no aumento da elasticidade da pele que apresentará uma maior tonicidade/firmeza, através do estímulo da regeneração colágena e da renovação celular.

- Prisão de ventre:
Devido aos aminoácidos encontrados nas algas marinhas, atua no metabolismo ajudando a regularizar toda flora intestinal.

- Diabetes:
Devido ao Cromo e o Zinco, participa no mecanismo de ação da insulina, e o Zinco deixa o corpo mais resistente a infecções, mais comum quando se tem distúrbios do pâncreas.

Outros benefícios das algas marinhas:

- Mineralizante do organismo (ação do cálcio, fósforo, magnésio, sódio, potássio, e oligoelementos como cromo, níquel, cobre, zinco, ferro, iodo,  cobalto, manganês, selênio e etc);

- Ativadoras das funções cerebrais e físicas (ação do fósforo e do cálcio);

- Protege o estômago contra gastrite e ulcera gástrica (ação do magnésio e das fibras);

- Regula  a menstruação  irregular (ação da vitamina K e dos sais minerais);

- Protege contra doenças infecciosas (ação do iodo e das vitaminas);

- Ótimo tranqüilizante (ação das vitaminas e dos sais minerais);

Contra indicação: 
Pessoas com sensibilidade à algas e que possuam hipotireoidismo não podem fazer o uso desde suplemento.
O uso por crianças, gestantes e lactantes devem ser acompanhado por orientação médica.

Fontes de informações: Seaweed, Tesouro do Mar, Revista Saúde, Beleza e Pele.


Nenhum comentário:

Postar um comentário