Pesquisa

terça-feira, 10 de junho de 2014

‘Pílulas de tomate’ afastam doenças cardíacas

Teste com 72 adultos mostrou melhora no funcionamento dos vasos sanguíneos.

LONDRES - Uma “pílula de tomate” ao dia pode afastar doenças cardíacas, segundo um estudo que reuniu pesquisadores da Universidade de Cambridge, a empresa CamNutra (que produziu as pílulas), a Fundação Britânica do Coração e o Instituto Nacional de Pesquisa de Saúde.

Os testes usaram as “pílulas de tomate” e placebo em 72 adultos e constatou uma melhora no funcionamento dos vasos sanguíneos, mas especialistas dizem que mais estudos são necessários para provar a eficácia das pílulas.

Os pesquisadores partiram das evidências de que a dieta Mediterrânea, rica em tomates (assim como azeite, vegetais e peixe) melhoraria o funcionamento do coração — e é muito mais fácil tomar uma pílula do que seguir uma dieta.

Com esta meta, a equipe recrutou 36 voluntários com problemas cardíacos e 36 pessoas saudáveis para o grupo de controle. Todos tomavam diariamente uma “pílula de tomate” ou placebo. Para garantir a lisura do processo, nem os voluntários nem os pesquisadores sabiam quem tomava o quê até o fim do processo, que durou dois meses.

Para efeito de comparação, os pesquisadores mediram algo chamado fluxo sanguíneo no antebraço, que é preditivo de risco cardiovascular futuro porque os vasos sanguíneos estreitados podem levar a ataques cardíacos e derrames. Nos pacientes com doença cardíaca, o fluxo de sangue melhorou significativamente no antebraço com a “pílula de tomate”, enquanto que com o placebo não houve efeito. O suplemento não teve efeito sobre a pressão arterial, a rigidez arterial ou dos níveis de gorduras no sangue, no entanto.

O pesquisador Joseph Cheriyan, que liderou o estudo, publicado na revista PLoS One disse que os dados são promissores, mas “nenhuma pílula substitui outros tratamentos, embora possa acrescentar benefícios junto com outros medicamentos.

Fonte: O Globo - Saúde (em 10/06/14)

Nenhum comentário:

Postar um comentário